MID – Movimento Internacional de Dança 2018

Em terras de sol e mar, sabemos que puxar a rede não é tarefa para um único pescador. Somente a força, a união e a sintonia de muitos, trabalhando juntos, podem fazer isso acontecer.

Então respiremos, são tempos de ventos fortes. Trabalhemos juntos. Nos transformemos em equilibristas. Nunca foi tão importante o equilíbrio para navegar em marés que vão e vêem, trazem e levam. Sigamos.

É preciso mover-se, experimentar uma outra condição, abrir espaço, ceder espaço, compartilhar. Olhar além do horizonte, deixar-se contaminar, diluir os limites, abrir as fronteiras. 

O ano de 2018 nos mostrou a necessidade urgente de saber trabalhar em conjunto. Precisamos voltar a nos ver como membros de uma grande comunidade brasileira. Precisamos somar forças para construir, pois há uma grande força destrutiva ameaçando a nossa existência.

Dois festivais de dança do Brasil seguem este pensamento: o Vivadança Festival Internacional e o MID, Movimento Internacional da Dança de Brasília. Juntos, iniciam uma nova parceria e aproximam as distâncias entre centro e nordeste do país.

O trabalho em conjunto possibilitou a circulação de 11 espetáculos entre os dois festivais e o investimento em projetos internacionais, tanto com a França quanto com países ibero-americanos, trazendo artistas e gestores para o diálogo com as duas cidades. Deste laço, forma-se uma rede aberta a novas trocas, apostando na ética, na arte e na delicadeza.

Cristina Castro | Diretora do VIVADANÇA Festival Internacional

Sergio Bacelar | Diretor do MID – Movimento Internacional de Dança

Abril de  2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *